fbpx
(16) 3101-3031 | (16) 99285-4480 vendas@smartmachine.com.br

Afinal, o armazenamento em nuvem é seguro?

 

O armazenamento em nuvem é uma tecnologia que recentemente vem ganhando espaço em diversos setores do mercado, já que mudou a forma como muitas empresas gerenciam seus dados e seu negócio. Basicamente, a ferramenta permite que documentos ou aplicações sejam armazenados por meio de um servidor externo (cloud server), tornando-se apenas necessária uma conexão com a internet, podendo ser  acessadas de forma online ou offline.

Neste contexto, pode-se avaliar que uma das dúvidas mais comuns quando um usuário pretende implantar a tecnologia em sua empresa acaba sendo a respeito da segurança e integridade de suas informações.

Pensando nisso, elaboramos alguns dos pontos que tornam o armazenamento em nuvem um métodos muito seguros para administrar e compartilhar dados.

 

Ao armazenar os dados na nuvem, para onde eles vão?

Quando um conteúdo é armazenado na nuvem, ele vai para um servidor, que é basicamente um conjunto de HDs (disco rígido, que são dispositivos com grande capacidade de armazenamento de dados), ligados em rede. Os Data Centers são os prédios onde ficam instalados os servidores. Esses complexos são verdadeiras fortalezas com diferentes tipos de níveis de segurança e estão instalados ao redor do mundo.

O maior Data Center do mundo fica em Chicago, nos Estados Unidos e chama-se Lakeside Technology Center. Empresas como a Google, Microsoft Apple também possuem volumosos centros. No Brasil, o Data Center do Itaú, em Mogi Mirim, destaca-se pelo tamanho, estrutura e um custo de cerca de 3,3 bilhões de reais.

Afinal, armazenar os dados na nuvem é seguro?

De acordo com a Computer World, existem sete princípios de segurança em uma rede em nuvem:

1 – Acesso controlado de usuários

Possui arquivos confidenciais? Não se preocupe com isso. Na nuvem, você consegue controlar o acesso de usuários, assim como estabelecer privilégios específicos para cada usuário. Compartilhe seus arquivos confidenciais com quem você quiser, da forma como quiser, sem medo de vazar alguma informação.

2 – Compliance com regulamentação

Como as fornecedoras de serviço na nuvem garantem total segurança dos dados armazenados nela, você, como administrador da sua conta, se torna o único responsável pela segurança, integridade e a confidencialidade de seus próprios dados.

3 – Localização dos dados armazenados

Quem usa cloud provavelmente não sabe exatamente onde os dados estão armazenados, talvez nem o país onde as informações estão guardadas. Mas isso não é um problema, pois o fornecedor está disposto a se comprometer a armazenar e a processar dados em jurisdições específicas, assumindo um compromisso em contrato de obedecer os requerimentos de privacidade que o país de origem da empresa pede.

4 – Armazenamento seguro

A tecnologia usada hoje, possibilita que um mesmo arquivo seja dividido em várias partes e seja armazenado em diversos servidores diferentes. Desta forma, mesmo com chances remotas, se um servidor for invadido por hackers, a informação contida naquele servidor é apenas uma fração do arquivo e que fica sem significado por não ter a outra parte. É como um quebra cabeças de 100 peças e o hacker consegue acessar apenas uma peça, ou seja, não serve para nada.

5 – Criptografia dos dados

Seus arquivos e dados jamais serão vistos por outro usuário de nuvem, a menos que você queira. Através de criptografia, seus arquivos serão acessados apenas por você, por meio do seu login e senha.

6 – Recuperação dos dados

É praticamente impossível você perder um documento que está na guardado na nuvem. Mas mesmo que isso venha acontecer devido a alguma catástrofe digital, é possível recuperar seus dados. Isso graças ao backup automático que o fornecedor do serviço possui.

7 – Viabilidade em longo prazo

Com o armazenamento em nuvem, você garante seu arquivo seguro por tempo indeterminado. Mesmo se a empresa prestadora do serviço vier a falir, ou ser comprada por outra, você tem total liberdade e disponibilidade de revogar os seus arquivos e migrá-los para outro fornecedor, a chamada portabilidade.

 

Fonte: www.mobussconstrucao.com.br