BLOG

Cuidadores de idosos destacam-se em famílias com alta da expectativa de vida

A demanda por cuidadores de idosos tem crescido no país, refletindo o envelhecimento da população e aumento da expectativa de vida dos brasileiros. Dados de 2018 do IBGE indicam que 14% da população brasileira é composta por pessoas com idade superior a 60 anos.

Dados divulgados pelo Centro Brasileiro de Cursos (CEBRAC) mostram que os cursos de formação de cuidadores de idosos tiveram um aumento de 84% na procura em 2018, quando comparados aos dados de 2017. Entre 2007 e 2017, a função cuidador de idosos passou de 5.236 para 34.051 profissionais empregados – uma alta de quase 550%. Os dados são da RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), do Ministério do Trabalho.

São Paulo concentrou a maior parte das contratações, com 11.397 postos, seguido por Minas Gerais ( 4.475) e Rio Grande do Sul ( 2.288).

Muitos idosos perdem sua independência e precisam de auxílio durante todo o dia, seja por causa da idade ou alguma doença.

Existem muitas famílias que deixam o idoso totalmente na mão do cuidador pelo fato de ser corrido e as pessoas trabalharem demais. Nessa profissão não existe sábado, domingo ou feriado.

Esse dia a dia do profissional que cuida de idosos melhorou muito com o passar dos anos. Atualmente, eles sabem exatamente o que deve ser feito e como cuidar de acordo com os diagnósticos que os pacientes recebem.
FONTE: FOLHA DE SÃO PAULO.

compartilhe em suas redes sociais

WhatsApp chat